GARANTIDORA DE CONDOMÍNIOS GARANTE CAMPINAS WHATSAPP

Reserva de emergência: quando usar

Mesmo com o planejamento adequado, não é raro ver pessoas comprometendo as suas reservas de emergência. Confira no post onde as suas reservas podem e devem ser usadas.

Parte III

Quando usar a sua reserva de emergência?

As pessoas as vezes podem utilizar erroneamente as suas reservas de emergência em investimentos que podem ser feitos com mais planejamento, desejos imediatos ou necessidades, que muitas vezes surgem de repente. Não é raro casos em que a compra de produtos específicos como roupas, passeios, idas a restaurantes e afins são pagos com os recursos da reserva. Isso não pode acontecer!

Além dessas compras, a realização de projetos ou a compra de outros equipamentos que parecem emergenciais devem ser planejadas com antecedência, e não devem tirar o foco da reserva de emergência. O mesmo ocorre com supérfluos, como bolsas ou sapatos, e situações como viagens ou idas ao cinema, por exemplo.

Já diante de uma grande quebra na residência, demandando a realização de um projeto hidráulico residencial completo, por exemplo, ter uma reserva pode ser importante. Assim evitam-se empréstimos no banco, principalmente se o conserto demandar bastante investimento e acontecer de uma hora para a outra.

As situações para as quais uma reserva deve ser feita estão mais relacionadas à problemas de saúde. Mas também envolvem acidentes, necessidade de viajar de última hora, desemprego, entre outras. A reserva pode servir para o pagamento de tratamentos, exames em uma clínica ultrassonografia e medicações por exemplo. 

Seja para um problema complexo ou para um botijão de gás que acabou antes do planejado, trata-se de um recurso importante para a saúde financeira de qualquer pessoa, proporcionando um grande alívio quando é necessária, desde que construída corretamente.


Quem se planeja vive mais tranquilamente 😉

Fonte: Meu Living
Link: 
https://blog.meuliving.com.br/reserva-de-emergencia/